receita

TEMPURÁ DE PEIXINHO DA HORTA - MINAS GERAIS
GRAU DE DIFICULDADE:
Fácil
TEMPO DE PREPARO:
30 minutos
RENDIMENTO:
4 porções fartas
CHEF:
Jaime Solares
REGIÃO:
Minas Gerais
TIPO DE PRATO:
Entrada
ingredientes

20 folhas de peixinho da horta
2 xícaras de chá de farinha de trigo
2 xícaras de água gelada
4 colheres de sopa de amido de milho
1 colher de chá de fermento químico
Sal a gosto
500 ml de óleo de girassol

modo de preparo

1 Faça uma mistura com a farinha de trigo, a água, o amido, o sal e o fermento;
2 Mexa bem até obter uma mistura com consistência parecida com a massa de panqueca;
3 Pré-aqueça uma frigideira com o óleo;
4 Passe as folhas de peixinho na mistura e frite-as no óleo quente;
5 Coloque-as em papel toalha para absorver um pouco do óleo. Salpique um pouco de sal e sirva.

Dicas

- A folha de peixinho da horta é uma panc (planta alimentar não convencional). Embora não muito popular, é bem saborosa ;
- Não é muito comum encontrá-la nos supermercados. Vale a pena pesquisar por produtores locais ou hortas vizinhas.

História

Cozinha reintegra presos
na sociedade em Minas Gerais

Nas mãos do chef Jaime Solares, 43, da Borracharia Gastrobar, em Belo Horizonte, uma folhinha aveludada, o peixinho da horta, é empanada e frita ou usada na massa de lasanha. O nome não é gratuito: a hortaliça, que ganha forma de peixinho quando frita, tem um sabor de limão sobre peixe, tal qual um lambari frito.

Como os outros vegetais de sua cozinha, o peixinho vem de uma horta especial: a da Apac Nova Lima. A Associação de Proteção e Assistência ao Condenado do município limítrofe a Belo Horizonte se dedica à recuperação e reintegração social de condenados.

Solares e a Apac cruzaram seus caminhos quando a associação enfrentava problemas na cozinha. Os recuperandos, conta a voluntária Maura Marques, não gostavam de cozinhar. Cenário que mudou depois das aulas dadas às segundas-feiras pelo chef.

Ele começou a ensinar coisas básicas, como usar cascas para evitar desperdício, fazer arroz, usar carne congelada corretamente. Ao longo das aulas, diz Marques, os recuperandos foram pegando gosto e passaram a ver na cozinha uma possibilidade de entrar para o mercado de trabalho. O próprio chef chegou a empregar condenados do regime semiaberto, que podem trabalhar durante o dia e dormir na Apac.

Com a cozinha em ordem, Solares passou a utilizar também os ingredientes da horta da associação. No começo, a produção era pequena e pouco variada. “Mas vimos na horta uma chance de economizar nas compras da cozinha e ainda vender a produção excedente”, afirma Marques.

Hoje, vêm da plantação 80% das verduras e legumes utilizados na cozinha. Ali, nada de algemas ou agentes penitenciários armados –tudo é na base da confiança.

São plantados na Apac itens como cenoura, beterraba, chuchu, couve, tomate, cebolinha, salsinha, coentro e o tal peixinho da horta.

Para preparar peixinho frito, Solares faz uma massa com água, farinha de trigo e sal, até obter uma consistência de panqueca. Mergulha a folha nessa massa e então põe para fritar. “Sem mistério”, diz.

“Para a lasanha a gente passa a folha no ovo, depois na farinha, e faz a montagem. Molho de tomate, presunto, queijo e peixinho, e repete até o final. Põe queijo e gratina. Pra fazer em casa é fácil.”

"Vimos na horta uma chance de economizar nas compras da cozinha e ainda vender a produção excedente"

Apac Nova Lima

ONDE: rua Professor Jazón Albergaria, 280, Honório, Nova Lima, Minas Gerais, tel. (31) 3542-0576

Borracharia Gastrobar

ONDE: Avenida Afonso Pena, 4321, São Lucas, Belo Horizonte, Minas Gerais, tel. (31) 2127-4321

ONDE ENCONTRAR PEIXINHO DA HORTA:

Mercado Central

ONDE: avenida Augusto de Lima, 744, Centro, Belo Horizonte, Minas Gerais, tel. (31) 3274-9497

www.mercadocentral.com.br

Mercado Distrital do Cruzeiro

ONDE:  rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro, Belo Horizonte, Minas Gerais, tel. (31) 3223-7844

www.facebook.com/mercadodistritaldocruzeiro

galeria de fotos

Tempurá de peixinho da horta - © Leandro Miranda

Tempurá de peixinho da horta - © Leandro Miranda

Lasanha de peixinho da horta - © Leandro Miranda