O espaço “Chefs e Restarurante” terá a presença de chefs convidados preparando pratos especiais.
*Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

Marco Gil, Rosa Celeste (Fortaleza, CE)

Prato: Sob o sol do sertão (burguer) e Beet burguer (vegan)

O Chef Marco Gil lançou em 2010, o seu primeiro projeto gastronômico, o SAH Restaurante (FOR), um restaurante de 30 lugares com uma proposta de gastronomia de produto, com elaborações simples e elegantes. Tendo tido reconhecimento do público e da crítica ao longo dos 05 anos de existência, o Chef Marco Gil investiu na criação de uma rede de fornecedores locais, de produtos de origem conhecida, sustentáveis, sazonais e de preferência orgânicos. Desse relacionamento com a cadeia de produtores, o chef aprofundou a vontade de apresentar uma gastronomia de produto cearense, sem estereótipos e com diversas influências culturais. Hoje o chef desenvolve o seu segundo projeto no Quintal, com base no conceito de DOCG (Denominação de Origem Cearense Garantida), apresentando uma gastronomia de produto e inspiração cearense de uma forma pensada e critica.

Paulo Anijar, Santa Chicória (Belém, PA)

Prato: Santo louro

Paulo Anijar  é um Chef de Cozinha curioso e apaixonado por comida. Não se dedica apenas à alta gastronomia: adora experimentar comidas exóticas e Junk Food. Os dois comandam a cozinha do Santa Chicória (Belém-PA).

Van Régia, Culinária da Van (Fortaleza, CE)

Prato: Quenga do Sertão, serra e mar

Há oito anos, a cozinheira Vândila Régia decidiu transformar o hobby em negócio e abriu o Culinária da Van, especializado em pratinhos de “comida de panela”, especialmente a regional. Ela aprendeu tudo sozinha, começou ainda bem jovem. De tanto cozinhar para os amigos e as pessoas de casa, pegou gosto e decidiu investir profissionalmente no hobby. Assim nasceu o Culinária da Van, com os famosos “pratinhos” e porções com “comida de panela”, que são conhecidos por serem vendidos em feiras de rua e praças.

Olga Soares, Sagres (Brasília, DF)

Prato: Arroz de bacalhau com grão

O Sagres Restaurante iniciou suas atividades em 1995, com a proposta de trazer aos brasilienses um pouco da cultura portuguesa, por meio da gastronomia. Instalado desde o princípio, no final da Asa Norte, oferecendo pratos típicos de frutos do mar e mais de 10 pratos diferentes de bacalhau, o cardápio é uma mistura de tradicionais receitas, transmitidas por gerações da família, e de novas criações da chef portuguesa Olga Soares. E foi com a boa música de Portugal, com o ambiente que lembra a Terrinha e com uma deliciosa comida, que o Sagres obteve diversos prêmios se tornando uma referência na gastronomia brasiliense.

Felipe Viana, do Geppo’s (Fortaleza – CE)

Prato: Gnocchi Serra e Mar

Uma boa cozinha italiana tem seu lugar e o chef Felipe Viana dá seu toque contemporâneo mostrando o melhor que a releitura dos clássicos tem a oferecer.