Atrações musicais instrumentais. *Programação sujeita a alteração sem aviso prévio.

SÁBADO, 10/11, ÀS 14H: MADEIRA TRIO

Com o objetivo de explorar as possibilidades de cada instrumento, formou-se o MADEIRA TRIO  com bandolim, baixo acústico e bateria. Misturando as influências de música brasileira, jazz e erudito, o Trio constrói sua linguagem através do intenso diálogo entre os instrumentos e os instrumentistas. Pedro Madeira, Luis Hermano e Michael Rodriguez se encontram semanalmente para ensaiar, compor, ouvir música, conversar e tomar café, e assim seguem amadurecendo o som mestiço do TRIO.

SÁBADO, 10/11, ÀS 16H: CRISTIANO PINHO

Cristiano Pinho é um dos mais talentosos, criativos e versáteis guitarristas do Brasil. Natural de Viçosa do Ceará, começou a tocar com 12 anos de idade e está, atualmente, lançando seu segundo álbum solo de música instrumental, intitulado “Cortejo”, através do selo independente “Ellemento”, criado por ele e pela cantora Kátia Freitas para dinamizar suas produções.

SÁBADO, 10/11, ÀS 18H: MACAXEIRA CHIPS

Em breve. 

SÁBADO, 10/11, ÀS 20H: YAMÍ MUSIC CONVIDA CASTELLO BRANCO

O violoncelista italiano Federico Puppi e o percussionista baiano Marco Lobo, se reúnem no novo projeto YAMÍ MUSIC, promovendo a união entre violoncelo e percussão em performances com live eletronics em um vibrante show para ver, ouvir e dançar. A dupla convida o cantor Castello Branco, nova promessa da Música Popular Brasileira.

DOMINGO, 11/11, ÀS 15H: SAMUEL ROCHA E NONATO LIMA

Uma homenagem e manifestação de gratidão aos grandes mestres da música brasileira que INFLUENCIARAM e permanecem vivos na musicalidade dos jovens artistas Samuel Rocha e Nonato Lima. Da comum identificação com a música brasileira e,

mais ainda, da admiração por músicos/instrumentistas como Dominguinhos, Garoto, Sivuca, dentre outros, a parceria aconteceu de forma espontânea e natural. Porém, sem perder de vista o legado da qualidade musical e, sobretudo, da paixão presente nos trabalhos dos artistas que referenciam.

DOMINGO, 11/11, ÀS 17H: MATEUS FARIAS

Mateus Farias apresenta o projeto “ERUNDÊ”, uma palavra forte, familiar, que traz uma ideia de Brasil. E essa ideia de Brasil que o Mateus trás na sua música, com muito baião, swingueira, samba, carimbó e etc. Com composições dedicadas a amigos e a ritmos, o projeto Erundê tenta unir o Brasil através de ritmos e sons. Com a formação de flauta, piano, baixo e bateria, o projeto vem com o intuito de fazer dançar e vibrar com os ritmos brasileiros.

DOMINGO, 11/11, ÀS 18H30: LUCAS ESTRELA

Lucas Estrela apresenta paisagens que permeiam as vivências em Belém do Pará a partir da música instrumental. Seu primeiro álbum, “Sal ou Moscou” (2016) pinta suas experiências de vida na ativa capital paraense e suas matérias primas são a guitarrada e o tecnobrega. Em 2017, Lucas grava seu segundo álbum pelo Natura Musical, “Farol” traz experimentos do carimbó com a música digital, além da tecnoguitarrada apresentada em seu álbum de estreia. Estrela imprime suas visões sensoriais, referências e linguagem própria, deixando o ritmo mais pop e apontando em direção à consolidação de uma releitura da guitarrada paraense.

DJ Gato Preto e DJ Aires D intercalam entre as atrações.

DJ GATO PRETO

 Rafael Tavares também conhecido como dj gatopreto é mais um apaixonado pela arte dos toca-discos e amante da música, pesquisador musical e deejay. Há 10 anos vem convivendo de perto com os melhores Djs da cidade vindo a realizar e participar de vários momentos do cenário musical de fortaleza. Junto com o Dj e rapper negocelio, em 2014, formou a dupla “Os Imperdoáveis”, que se destaca pelo repertório de Black Music dos anos 70, 80, e 90 no Vinil.

DJ AIRES D

 Aires/D, é um verdadeiro arqueólogo sonoro pilhado nos discos perdidos ao longo das décadas passada; sua marca é a fusão afro brasileira, com flertes no Caribe, massificado pelo kick eletrônico contemporâneo, criando assim atmosfera peculiar na pista.